Orações Católicas

Todas as oraçõesDownload

Novena de Santa Rita I

Orações iniciais:

Ofereçamos a Deus um Pai-Nosso e quatro Ave-Marias, dando-lhe graças pelas virtudes com que adornou a Santa Rita nos quatro estados de sua vida, para que se digne conceder-nos as que necessitamos.

Ato de Contrição: Senhor meu Jesus Cristo, Deus e homem verdadeiro, Criador, Pai e Redentor meu: Porque sois Bondade infinita, vos amo, Senhor, sobre todas as coisas e mais que a mim mesmo. Pesa-me de todo o meu coração de vos ter ofendido. Por amor vosso e porque assim o quereis e ordenais, perdôo de todo o meu coração aos meus inimigos para que Vós, Senhor, useis para comigo de misericórdia e me perdoeis minhas culpas.

Oração Final: Dulcíssimo e dolorosíssimo Jesus, que, para maior tormento de vosso corpo santíssimo, quisestes que vossa sagrada cabeça fosse coroada de espinhos, presenteando com um deles a vossa dileta filha Santa Rita, marcando com este sinal a fronte de vossa esposa, concedei-me, Senhor, por sua intercessão e pelo sangue que jorrou da vossa cabeça e molhou vosso divino rosto, que, levando-a com ele, a minha alma se limpe e purifique dos espinhos de tantos pecados, que foram a causa de vossas dores, e colha copiosos frutos de boas obras. E mereça, assim, pelo vosso sangue precioso e pela proteção da Santa, minha protetora e advogada, a vida eterna, onde em companhia dos coros dos anjos vos louve por toda a eternidade. Amém.

Antífona: Assinalantes, Senhor, vossa serva Rita. Com o sinal da vossa caridade e Paixão. Oh! Jesus, que vos dignastes conceder tantas graças a Santa Rita, que, imitando-vos no amor dos inimigos, sua fronte os sinais de vossa Paixão, rogamos-vos nos concedais, por sua intercessão e merecimentos, amar nossos inimigos e, com o espinho da compunção, contemplar sempre as dores de vossa Paixão. Vós que viveis e reinais nos séculos dos séculos.Amém.

Primeiro Dia

Atro refulgente da Igreja, pérola preciosa da Ordem Agostiniana, gloriosa Santa Rita, cujo nascimento foi presságio de futura santidade celebrada pelos anjos ao anunciarem a vossos virtuosos Pais a boa nova de que teriam uma filha, admirada por todos ao contemplarem as mercês que Deus vos prodigalizava: Compadecei-vos dos vossos devotos e alcançai-nos, pelo muito que vos queremos, a graça de corresponder fielmente às divinas inspirações, para que mereça-mos a palma da vitória. Amém.MeditaçãoConsidera, alma devota, a alegria inefável que os Pais de Santa Rita tinham, vendo como Deus favorecia sua inocente filha por modos tão extraordinários, e as graças que davam a Nosso Senhor, por ter-lhes concedido um dom tão precioso, que desde os primeiros instantes de sua existência era já a admiração de quantos a contemplavam! Peçamos a Deus, por intercessão da Santa, a graça de perseverar, até à morte, limpos de pecado mortal. Deus prova com as águas das tribulações os que predestina para a glória. Leva com ânimo varonil a cruz que Deus te enviar, à imitação da Santa, se desejar alcançar a graça desta novena.

Segundo Dia

Salve, modelo de perfeita obediência, heroína de abnegação e paciência! Salve, espelho das jovens puras, das esposas atribuladas e das mães estremecidas de seus Filhos! Salve, mulher forte, que, compreendendo ser melhor a obediência que o sacrifício, renunciastes ao voto de virgindade, para aceitar a pesada cruz do matrimônio, recebendo por companheiro um esposo cruel, colérico, dominado pelos vícios e a quem, como outra Mônica, conseguistes converter com a eloqüência do vosso silêncio e a eficácia da vossa paciência. Tende piedade, ó Santa Rita, da inexperiente e irrefletida juventude! Aliviai o peso esmagador de tanta tribulação e de tanta amargura que pesa sobre o coração de inocentes esposas que com vós, não tem outro consolo senão as lágrimas e o silêncio. Consegui para todos nós a resignação nos trabalhos e a fortaleza na adversidade, para lutar valorosamente até alcançar a bem-aventurada. Assim seja.MeditaçãoConsidera, alma piedosa, o heróico sacrifício de Santa Rita ao aceitar, por obediência a seus Pais, o estado do matrimônio, pelo qual desde criança tinha marcada aversão. E que vida de matrimônio a sua, até conseguir converter aquele homem de caráter feroz e de maus costumes, segundo a Igreja chama ao esposo de Santa Rita! Desprezos, ultrajes, infidelidades. por tudo isso passou aquela segunda Mônica, de quem havia de ser com o tempo filha predileta. Suplicamos à Santa que alcance a paz e concórdia para todos aqueles desventurados lares, onde reina a desavença e o ódio. Peçamos-lhe que acabe com os dramas dolorosos no seio das famílias, onde não reina o Santo temor de Deus, e que para nós consiga a graça que esperamos receber desta novena.

Terceiro Dia

Oh! insigne Santa Rita, modelo de virtudes cristãs, que, à força de sacrifícios, lágrimas e penitências conseguistes a conversão de vosso esposo; E, quando a alegria sorri em vosso lar, recebestes a infausta notícia da morte pérfida do vosso consorte, ficando privada de sua doce companhia; E vos resignastes com tão sensível perda e, o que é mais, perdoastes aos assassinos pelo amor de Deus. Alcançai-nos, pois, a mesma virtude para perdoar e merecer que o Senhor nos perdoe os nossos pecados. Assim seja.MeditaçãoReflete, alma piedosa, qual não seria o desconsolo de Santa Rita, vendo-se sozinha no mundo, sem a companhia daquele esposos convertido à custa de tantos sacrifícios; Sem os seus dois filhinhos arrebatados pela morte para que não vingassem a morte do Pai! Ela, não obstante, resigna-se e humilha-se, dizendo como piedoso Jó: "Deus mos deu, Deus mos tirou: Bendito seja seu Santo nome". Oh! Que exemplo, que lição para as esposas, para as mães e para as viúvas! Suplica à Santa que te conceda a graça de imitá-la no heroísmo, ou ao menos, na resignação, nos trabalhos com que Deus quiser visitar-te nesta vida.

Quarto Dia

Oh! prodígio de santidade, ilustre Santa Rita, donzela virtuosíssima, esposa sem igual, mãe excelente e viúva sem mancha! Para enaltecer e santificar com vossas virtudes os estados de vida da mulher, falta realizar o sonho dourado da vossa infância: vestir o hábito religioso. Que importam os obstáculos que possam vir a dificultar a realização de vossos desejos? Vossas súplicas e vossas lágrimas as vencerão todas; e, quando isto não baste, Deus, que vos ama como filha predileta, enviará do céu os três Santos, vossos advogados, São João, Santo Agostinho e São Nicolau, os quais vos conduzirão à casa do Senhor, pela qual tanto suspiráveis, onde de braços abertos sereis recebida pelas filhas de Santo Agostinho. Alcançai-nos o dom da perseverança em nossos bons propósitos, contra as graves dificuldades e tentações que se nos apresentem até chegar a ver-nos na glória. Assim seja.MeditaçãoConsidera, alma devota, a aflição que amarguraria o coração de nossa Santa, ao ver desatendidos os seus rogos e frustradas as suas esperanças de consagrar-se inteiramente a Deus por meio dos votos no convento das religiosas agostinianas, sendo várias vezes repelida, por não ser costume admitir em sua companhia as mulheres viúvas. Imenso foi o gozo que experimentou quando, acompanhada por aqueles três celestiais mensageiros, foi introduzida no convento de Cássia. Admiradas ficaram as freiras ao vê-la dentro da clausura, pois as portas estavam fechadas; E mais admiradas ficaram ao ouvir da boca da própria Santa o meio milagroso como tinha entrado. Todas, então, bendisseram a Deus, dando-lhe graças pelo inestimável tesouro. Suplica a Santa te alcance a graça de seres firme e constante em teus bons propósitos.

Quinto Dia

Esclarecida filha de Santo Agostinho que, havendo conseguido os vossos desejos vestindo o Santo hábito e cingindo a correia, consagrando-vos assim totalmente a Deus pelos votos religiosos, vos dedicastes com todo o fervor à prática das virtudes no novo estado e merecendo, em prêmio de vossa obediência, rigorosas mortificações e contínua meditação nas dores e sofrimentos do Redentor, receber grandes favores, como o de fazer brotar fragrantes rosas e saborosos frutos na estação do inverno: e sobretudo a graça de ter-se cravado na vossa fronte um dos espinhos da coroa de Jesus. Alcançai-nos uma obediência perfeita às divinas inspirações e graça para meditar sempre nos padecimentos de Jesus Cristo Senhor nosso.Assim seja.MeditaçãoConsidera, alma devota, o fervor com que a nossa Santa, vestindo o hábito agostiniano e pronunciando os votos religiosos, se entregou de corpo e alma a toda espécie de penitências, até o extremo de passar dias e dias em extática contemplação, sem outro alimento que o manjar eucarístico. Seu leito era o duro chão; seu corpo andava cingido de ásperos cilícios; Dedicada inteiramente aos exercícios da caridade, humildade e obediência, completamente absorta na contemplação de seu amado Crucifixo, de quem recebeu tantos favores. Suplica a Deus, por intercessão de Santa Rita, a graça da fortaleza cristã, para domar tuas Paixões; pede o espírito de oração e o desapego das vaidades deste mundo.

Sexto Dia

Oh! gloriosa Santa Rita! Pelas dores agudas e por aquele isolamento de vossas irmãs que não podiam suportar a vista da incurável ferida aberta na vossa fronte pelo estigma glorioso da cruz: consegui para nós, ó serafim de Cássia, que saibamos suportar com resignação cristã o peso das cruzes do nosso próprio estado e que, como vós, possamos morrer no meio do sofrimento, crucificados com Cristo Jesus. Assim seja.MeditaçãoConsidera, alma cristã, o muito que sofreria Santa Rita, por causa da ferida que lhe produziu o sagrado espinho. Incomodadas as freiras pelo cheiro intolerável que exalava e a náusea que lhes produzia aquela ferida sempre supurando, pedem à superiora que proíba a Santa de assistir aos atos da comunidade; e Santa Rita se vê obrigada a viver sozinha e retirada, por muitos anos. Aquele penoso isolamento, ela o aproveitou para mais à vontade contemplar as dores e os sofrimentos de seu amado Jesus; e Jesus, para comunicar-se mais intimamente com sua esposa predileta, cumulou-a de inúmeros favores. Suplica à Santa que te alcance a graça de te conformares com a vontade divina, tanto nas coisas adversas, como nas prósperas.

Sétimo Dia

Oh! gloriosa Santa Rita, que, no prolongado martírio de vossa vida, recebestes no meio de tantas amarguras e pungentes dores o bálsamo das consolações que inebriam e arrebatam a alma, acendendo nela o desejo de padecer por Jesus, para gozar e reinar depois com ele: fazei que nas tribulações de nosso espírito desça sobre nossas almas o orvalho das divinas consolações, perseverando sem desmaiar na prática da virtude e no serviço de Deus. Assim seja.MeditaçãoConsidera os traços da divina providência nos diversos estados da vida de Santa Rita, tão depressa submergida num mar de amarguras, como engolfada nas águas de celestiais deleites, para, deste modo, poder sobrepujar as privações a que Deus a submeteu desde a sua infância. Desde muito criança resolve conservar sem mácula a pureza de sua coisa alguma que discordasse da honestidade e recato dos Filhos dum Deus puríssimo. Por obediência, aceitou o estado do matrimônio, ordenando-o Deus a Rita, para que nela os casados aprendessem a ser puros e castos. No convento, era tida como espelho puríssimo desta virtude angelical, e as mais virtuosas entre as virgens do Senhor a reconheciam como modelo da virtude da castidade. Suplica à Santa que te alcance de Deus a graça para cumprir fielmente com as obrigações de teu estado, e luz para o bom acerto na escolha da tua vocação.

Oitavo Dia

Oh! gloriosa Santa Rita, cuja morte, em tudo semelhante à vossa vida, foi o espetáculo mais tenro e comovedor que se pode ver nos cláustros! Que conselhos e despedidas a vossa daquelas irmãs de hábito! Ao mesmo tempo que choravam vossa partida, invejavam tão santa morte! Que olhar tão doce o vosso olhar! Que suspiros tão tenros por vosso amado Jesus! A chaga da fronte começou a emitir fragrância e luz! Por todas estas maravilhas, vos pedimos que nos alcanceis a perseverança final e uma morte preciosa aos olhos de Deus. Assim seja.MeditaçãoConsidera, alma devota, a profunda humildade da Santa, pedindo perdão no leito da morte a suas irmãs, dando-lhes bons conselhos e abençoando-as com o Crucificado que não largava de suas mãos e de seus lábios. Contemplava-a sorridente e jubilosa, porque já passou o inverno desta miserável e trabalhosa vida e chegou a primavera, o dia almejado de sua alma, para celebrar as eternas núpcias com seu celestial Esposo. Concentra a atenção nos prodígios que a Onipotência divina operou na sua morte, fazendo brotar flores e frutos fora do tempo para recreá-la em sua enfermidade. Jesus e Maria a visitam, garantindo-lhe que em breve iria gozar de sua doce presença no céu. Finalmente, considera como Santa Rita, de braços postos e olhos fitos no Crucificado, adormeceu num êxtase de amor, para acordar na mansão das eternas delícias. Suplica à Santa te alcance a graça de morrer no seio da Igreja, confortada com os últimos sacramentos.

Nono Dia

Oh! gloriosa Santa Rita que, depois de terdes enaltecido e santificado com vossas heróicas virtudes todos os estados da mulher donzela, mãe, viúva e religiosa, deixando em todos eles exemplos admiráveis para imitar, merecestes após a vossa morte o título de advogada das coisas impossíveis, por mais desesperados que pareçam, que não tenham solução, se a vós recorrerem: alcançai-nos, Santa bendita em troca do amor que vos devotamos e como fruto desta novena, que mereçamos a graça de cumprirmos com fidelidade os deveres do nosso estado e a santificação de nossas almas, pelos merecimentos de Jesus Cristo Senhor Nosso. Assim seja.MeditaçãoRegozija-te, alma piedosa, pelas grandes maravilhas operadas por intercessão da Santa, tão logo entregou sua alma ao Criador. Os sinos do convento e os da cidade repicaram festivos, tocados pelas mão dos Anjos: celestial fragrância exalava seu corpo, perfumando o ar; a chaga da fronte transformou-se em luminoso brilhante; não houve enfermo que não sarasse no tocar o sagrado corpo. Muitas esposas alcançaram a paz de suas famílias e a conversão de seus maridos e Filhos. Até hoje se conserva incorrupto e mole o seu corpo. Prodígio maravilhoso é o fato de se levantar na urna por ocasião das visitas oficiais do Sr. Bispo da diocese e do Superior da Ordem Agostiniana. os milagres sem conta e as graças extraordinárias alcançadas pela nossa Santa explicam a devoção sempre maior do povo cristão para com Santa Rita. No fim desta novena pede à Santa, com inteira confiança, que te alcance alguma graça especial.