Orações Católicas

Todas as oraçõesDownload

Novena à Santa Inês I

Fazer o Sinal da Cruz no início e no fim.

Gloriosa Santa Inês, modelo preclaro de virtude, por aquela viva fé que vos animava desde a mais tenra idade, e que vos fez agradável aos olhos de Deus, que merecestes a coroa do martírio alcançai-nos a graça de conservarmos intacta nos nossos corações a fé católica e de sinceramente nos confessarmos cristãos, não só por palavras, mas principalmente por obras, para que Jesus, a quem francamente nos confessamos diante dos homens, nos confesse e glorifique propício algum dia diante de seu eterno Pai.

Rezar: Um Pai-nosso, Uma Ave-Maria e Glória ao Pai.

Oh! invicta mártir, gloriosa Santa Inês, por aquela confiança no auxílio divino que mostrastes, quando o ímpio governador romano vos condenou a ver desfolhado e calcado aos pés o lírio de vossa pureza, enquanto que vós, sem terror e medo, confiáveis firmemente em Deus que envia os seus Anjos em proteção daqueles que nele põem toda sua confiança, - alcançai-nos de Deus a graça de conservar, com santo zêlo, esta virtude no nosso coração, afim de que não nos façamos réus, ainda além dos muitos pecados já cometidos, da desconfiança na divina misericórdia, pecado tão abominável diante do Senhor.

Rezar: Um Pai-nosso, Uma Ave-Maria e Glória ao Pai.

Oh! Virgem e puríssima Santa Inês, por aquele ardentíssimo amor que tanto abrasava o vosso coração, que as chamas da fogueira e da concupiscência, com que os inimigos de Jesus Cristo procuravam perder-vos, não vos ofenderam de forma alguma; alcançai-nos de Deus a graça de apagar em nós toda chama impura, e que aí só arda o fogo que Jesus Cristo veio trazer à terra, para que, conservando aquela bela virtude, depois de uma vida imaculada, possamos participar da glória que merecestes pela pureza do vosso coração e pelo martírio.

Rezar: Um Pai-nosso, Uma Ave-Maria e Glória ao Pai.

Novena à Santa Inês II

Oração Inicial:

Oh! nossa amável e protetora Santa Inês! Virgem gloriosa e mártir de Jesus Cristo!

Nesta novena solene, dedicada ao vosso glorioso triunfo, nos prostramos humildemente perante vós, certos de que não haveis de nos negar as graças que agora vos pedimos.

Animados por vossos luminosos exemplos e despertados pelas inspirações divinas, tomamos a resolução de dedicar-nos sinceramente ao serviço de Deus e de pertencermos inteiramente a Ele. Desejamos, portanto, consagrar-lhe os nossos corações. Mas, conhecendo a nossa indignidade, não nos atrevemos a fazer tão miserável oferta; por isso vos rogamos e suplicamos, que recebais estes corações, sequiosos da pureza de vossos méritos, para que se tornem dignos de serem aceitos por Deus. Assim seja.

Oração Final

Oh! Deus Onipotente e Eterno, que escolhestes o que é fraco aos olhos do mundo para confundir o que é forte. Concedei-nos que, celebrando as solenidades de Santa Inês, vossa virgem e mártir, sintamos junto de vós os efeitos de sua intercessão. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho na unidade do Espírito Santo. Amém.

Primeiro Dia

Oh! humilde virgem mártir, Santa Inês, admiramos a vossa singular pureza, porque apesar de ter vivido no meio de gente idólatra e corrompida, tivestes sempre um grande amor para com esta angelical virtude, de modo que não conseguiram vô-la arrancar: nem os prazeres, nem as honras e lisonjas, nem as ameaças nem os tormentos, nem mesmo a própria morte.

Oh! Quanta confusão nos causa o vosso exemplo! Pois que rebeldes e obedecendo aos impulsos dos prazeres, temos manchado este lírio do paraíso.

Oh! Padroeira nossa, apresentai a Jesus a vossa candura Imaculada, para que por intermédio dela possamos obter a graça de chorar as nossas culpas e conservar até a morte.

Segundo Dia

Oh! gloriosa e mártir Santa Inês, o grande amor e apreço que sempre tiveste para com a virtude da pureza, não podia nascer senão de um ardente amor para com o vosso celeste esposo, Jesus Cristo, o cordeiro imaculado que se apascenta entre os lírios: A quem sabíeis que não podíeis oferecer mais agradável sacrifício do que o da vossa imaculada candura. Agora entendemos porque temos amado tão pouco a pureza: é porque pouco temos amado Jesus.

Oh! Virgem amável, acendei no nosso frio coração uma chama de caridade, para que o amor de Jesus Cristo seja o prazer de nossas vidas e a consolação nas nossas aflições.

Terceiro Dia

Oh! gloriosa virgem e mártir, esposa alguma jamais correu tão alegre para as bodas, como vós correu para o martírio. Nem as crueldades do tirano, nem a ferocidade dos carrascos, nem o luzir da espada pendente sobre a vossa cabeça foram capazes de remover a vossa constância.

Oh! Que vergonha para nós, que tantas vezes temos sucumbido às ameaças, aos interesses e aos prazeres. Para não desagradar aos homens, não duvidamos em desgostar o nosso Deus.

Ah! Virgem invicta! Prostrados diante de vós, suplicamo-vos, pela vossa fortaleza, que nos obtenhais de Deus a graça de vencer todos os "respeitos humanos", de modo que estejamos mais dispostos, com o vosso exemplo, a derramar o sangue e perder a vida, do que cometer atos contrários à glória de Deus e ao bem de nossos irmãos. Assim seja.

Quarto Dia

Oh! gloriosa Santa Inês, que ainda na mais tenra infância já sabíeis fazer de vós mesma uma oferta agradável ao Senhor, intercedei por nós junto do vosso divino Esposo, Jesus, e suplicai-lhe que torne os nossos corações humildes, castos, caritativos, obedientes e abrasados de Santo Amor. Esperamos e confiamos, nossa amada protetora, não tornar a retirá-los mais de nossas mão; adornai-os pois, com as virtudes do vosso coração, tão casto e fervoroso e salvai-os das seduções do mundo: intercedei, igualmente, por nós, junto ao trono da Virgem Imaculada, para que ela, por amor de vós, nos dispense o seu amor e nos torne dignos filhos, para um dia cantar conosco os seus louvores.

Quinto Dia

Oh! bem aventurada Santa Inês, nossa especial protetora, protegei-nos e assisti-nos em todas as nossas necessidades, infundi-nos parte daquela fortaleza e coragem com que soubestes desprezar as seduções e as perseguições dos ímpios. Fazei que conservando-nos fiéis ao Senhor aqui na terra, possamos um dia alcançar o prêmio das obras que praticamos. Assim seja.

Sexto Dia

Oh! gloriosa Santa Inês, perfeito modelo de virtude! Por essa fé vivia com que foste animada desde a mais tenra idade e que vos tornastes agradável a Jesus, que vos julgou digna da coroa do martírio. Vos pedimos, obtende-nos a graça de conservarmos intacta nos nossos corações a Fé Católica e de nos mostrarmos sinceramente cristãos, não só em palavras, mas também em obras, a fim de que, mereçamos receber Dele um testemunho favorável diante do seu eterno Pai. Assim seja.

Sétimo Dia

Oh! celebre Santa Inês, virgem invencível! Quando o ímpio governador romano vos condenou a ver o lírio da vossa pureza desmanchando e esmagado aos pés, vós sem receio pusestes toda a vossa confiança em Deus, que envia seus anjos em auxílio daqueles que Nele esperam. Por vos terdes distinguido tanto na confiança do auxílio divino, vos suplicamos que intercedeis por nós e nos obtenhais de Deus a graça de conservarmos com zeloso cuidado essa virtude no nosso coração, a fim de que, a tantos pecados cometidos, não acrescentemos o abominável pecado da desconfiança na misericórdia divina. Amém.

Oitavo Dia

Oh! corajosa virgem Santa Inês, os inimigos de Jesus Cristo quiseram vos macular através do fogo das piras e dos prazeres impuros. Mas era tão ardente a caridade que abrasava o vosso coração, que não puderam prejudicar-vos em nada. Por esta ardente caridade, obtende-nos de Deus, uma pureza tal que toda chama impura se extinga em nossos corações e neles só arda o fogo que Jesus Cristo veio trazer à terra, a fim de, depois de termos passado uma vida sem manchas, possamos participar da glória, que vós merecestes pela pureza do vosso coração e pelo martírio. Assim seja.

Nono Dia

Misericordioso Jesus, fonte de toda as virtudes, vencedor de todo o mal, olhai com bondade para nossa fragilidade e, pela intercessão da Virgem Imaculada vossa Mãe, e de vossa amada e nossa especial protetora, a Virgem e Mártir Santa Inês, concedei-nos o socorro sobrenatural de vossa graça, para que saibamos desprezar as coisas terrenas e amar as celestiais; resistir aos vícios e tentações; manter-nos firmes nas virtudes; desprezar as falsas honrarias; chorar os pecados que cometemos e a imensa desgraça de os cometer; fugir e conservar-nos longe das ocasiões perigosas; abster-nos de todo o mau hábito, conviver com os bons, e perseverar na virtude. E assim, mediante a vossa divina graça, participemos da glória da vida eterna, com Santa Inês e com todos os Santos no vosso Reino, por toda a eternidade.